Voltar para o início do blog

3 maneiras para entregar mais produto das adegas ao consumidor

20 agosto 2015

3 maneiras para entregar mais produto das adegas ao consumidor

Após 10 anos de um aumento permanente na produção de vinhos, os Estados Unidos agora estão na posição 4ª- dos maiores produtores de vinho do mundo. Mais adegas estão tentando encontrar o seu lugar em um mercado extremamente competitivo. Infelizmente, a pesar das estatísticas animadoras, tanto as adegas grandes como as pequenas estão enfrentando um número de desafios importantes.  Entregar mais produto aos consumidores, ao mesmo tempo que preservar uma margem de lucro aceitável, é uma preocupação central para os produtores de vinho dos Estados Unidos.





A fase crucial em que os produtores enfrentam perdas significativas é a fase da embalagem.  De muitas formas a embalagem do vinho pode rapidamente se transformar em uma verdadeira dor de cabeça. O trabalho estacional de pessoas sem experiencia, os ferimentos frequentes, acondicionamento de carga inapropriado, os danos e defeitos do produto resultam em lucros decrescentes, que com o tempo afetam a rentabilidade dos produtores de vinho.


ESTAS SÃO AS 3 MANEIRAS PARA ENTREGAR MAIS PRODUTO AO CONSUMIDOR

      1. MANUSEIO DE GARRAFAS SEM RISCOS

As adegas gastam muito dinheiro no visual, de forma que o processo de embalagem precisa que o produto seja tratado cuidadosamente, mas a fragilidade é um fator prejudicial quando nos referimos à embalagem das caixas de vinho. A garrafa precisa ser tratada delicadamente para evitar arranhões e quebras sem afetar a rapidez. A adega precisa otimizar seus terminais com a embalagem de caixas, que lhes proporcionará tanto rapidez como manuseio delicado.

Acionador de frequência variável

A automatização do processo de embalagem da caixa é uma opção que cada adega deveria considerar. Embora possa parecer custoso no começo, a instalação de um empacotador de caixa automático deveria compensar o negócio no longo prazo, tanto pelo aumento da produtividade como pela diminuição de derramamentos. Diversos tipos de empacotadores de caixa estão equipados com esteiras com servo motores de velocidade dual programados para: reduzir o movimento quando a garrafa é manuseada diretamente, transportar cuidadosamente o produto para a caixa, e logo, reiniciar com a velocidade máxima.  Desta forma, a linha de embalagem nunca para e os riscos são minimizados. As esteiras com acionamento de frequência variável são a solução perfeita que combina manuseio cuidadoso e velocidade.  Este tipo de característica está desenvolvido para se ajustar às necessidades de muitos produtos frágeis que precisam ser embalados.

Cabeçotes de pinça feitos sob-medida

Para transportar as garrafas sem danificar o vidro ou a etiqueta, os fabricantes têm de usar cabeçotes de pinça feitos sob-medida, também chamados de “Garras Terminais”, para segurar e levantar um conjunto de garrafas. O uso de um equipamento de embalagem correto pode melhorar a qualidade do produto entregue, ao mesmo tempo que reduz a responsabilidade e o custo da operação.




  

  2. MINIMIZAÇÃO DO RISCO DE LESÕES

A fragilidade do produto é um dos fatores a ser considerado ao paletizar as caixas de garrafas de vinho. Nesta etapa, o trabalho meticuloso é frequentemente realizado manualmente para evitar quebras e limitar custos.  Porém, a redução de prazo pode rapidamente se transformar em perdas de longo prazo. O trabalho manual consome tempo porque o processo desacelera no final da linha; e além disso, os movimentos repetitivos envolvem risco de lesões. Em uma indústria onde as margens de lucro são tão ajustadas, este tipo de acidente pode ser muito caro em termos de rentabilidade.

Redução das necessidades de força de trabalho

A mudança para a paletização automática também reduz as necessidades de força de trabalho na linha de embalagem. Os empregados podem ser designados para outras tarefas e os trabalhadores temporais não serão mais requeridos. Como esta solução você pode reduzir significativamente o risco de lesões ao substituir um trabalho manual difícil. Considerando que para cada caixa de vinho de 12 garrafas os guinchos utilizados pesam aproximadamente 18 kg, as lesões são difíceis de evitar com o enfoque de paletização de faça-você-mesmo. A melhor decisão para qualquer adega é basicamente eliminar qualquer perigo potencial da planta.

Paletizadores automáticos que se encaixam em suas necessidades

Para as adegas a assunto chave é a acessibilidade. Uma nova geração de paletizadores economicamente eficientes e com baixo rastro estão disponíveis no mercado, fazendo com que eles sejam uma decisão de investimento mais fácil, inclusive para linhas de baixa velocidade. O investimento inicial pode parecer alto, o ROI tem sido provado em outras instalações.


 
      3. ACONDICIONAMENTO DE CARGA ADEQUADO

Infelizmente, a fase de acondicionamento de carga é a mais ignorada, principalmente devido à falta de recursos financeiros.  Um acondicionamento de carga inapropriado pode produzir muitas complicações durante o transporte, resultando em perdas significativas para os produtores.  Hoje, muitas adegas ainda embalam suas cargas de forma manual, usando técnicas menos do que ideais e executadas por funcionários pouco treinados que incrementam o risco de perdas.

Empacotador de palete integrado

Uma carga bem segura garante um trânsito seguro e reduz as reclamações por danos. Quem quer pagar por embalar novamente uma carga inadequada recebida no depósito? Usar o equipamento de embalagem correto para as suas necessidades pode minimizar os danos no depósito e envio, proteger suas cargas contra danos climáticos, pó ou umidade e ajudar na prevenção de roubo.  Enquanto alguns produtores podem querer exibir sua marca escolhendo um filme de embalagem transparente, outros têm produtos muito caros e desejam esconder sua marca.

Os produtores precisam escolher o material correto para as suas necessidades dependendo das dimensões de palete, peso de envio, uniformidade de cargas, forma, valor, meios de transporte e distância de trânsito. Enquanto a maioria do vinho dos Estados Unidos é consumido localmente, algumas adegas reconhecidas ainda exportam seus produtos ao mundo inteiro e precisam de tecnologias específicas para embalar suas cargas eficientemente.

Existem três soluções que as adegas deveriam considerar quando se trata de automatizar seus sistemas de acondicionamento de carga: Equipamento manual, semiautomático e totalmente automático.

- Embalagem manual :

  • Baixo custo
  • Adicionada à linha de empacotamento manual
  • Intervenção do operador

- Embalagem semiautomática:

  • Fácil de usar
  • O dobro de carga embalada com relação à carga manual
  • O operador somente tem que apertar um botão

- Embalagem totalmente automática :

  • Taxa de produção imbatível
  • Nenhum operador envolvido
  • Soluções sob-medida
     

DESEJA SABER MAIS SOBRE AUTOMATIZAÇÃO DA LINHA DE EMPACOTAMENTO ?

A Premier Tech Chronos é reconhecida no mundo inteiro por seu empacotamento inovador e soluções para manuseio de material. Através de numerosas aquisições realizadas através dos anos, a Premier Tech Chronos tem integrado uma grande quantidade de conhecimento tecnológico e expertise.  Como resultado, a Premier Tech Chronos oferece um dos mais completos portfolios de produto da indústria, incluindo, empacotadores de caixa, paletizadores, embaladoras extensíveis, hooders de embalagem, esteiras para unidades e paletes.  Na Premier Tech Chronos estamos dirigidos pela inovação: Na década passada, a companhia tem desenvolvido diversas tecnologias de ponta que ainda hoje estão na frente. Com muito mais por vir, nosso principal objetivo é continuar cobrindo suas necessidades do modo mais eficiente e criativo.

IR PARA PTCHRONOS.COM

Artigo seguinte