Voltar para o início do blog

Como evitar largadas falsas ao automatizar as enchedoras de sacos valvulados

20 agosto 2015

Como evitar largadas falsas ao automatizar as enchedoras de sacos valvulados

A principal preocupação ao automatizar um sistema de ensacamento valvulado é alargada falsa. Uma largada falsa é quando a ensacadora é iniciada e o saco não está colocado adequadamente no cano de enchimento; o produto pode ser jogado no chão e o pó pode encher o prédio rapidamente. A maioria das largadas falsas ocorre devido às variações na elaboração do saco e às rugas nos sacos devido ao empilhamento e transporte de sacos vazios desde o fabricante; a qualidade dos sacos é crítica nas operações automatizadas. Quando o sistema é operado manualmente o operador garante visualmente que o saco esteja aplicado adequadamente. Se na largada existirem deslizes involuntários, o operador pode responder pressionando um botão de parada de emergência. Quando um sistema inclui um aplicador de saco automático, é provável que o operador não esteja disponível imediatamente para responder a uma largada falsa. Devem ser implementados métodos de controle para eliminar largadas falsas onde for possível e, por outro lado, mitigar os seus efeitos.


Na Premier Tech Chronos tomamos um número de medidas para abordar a preocupação de largadas falsas devido aos sacos mal colocados. O primeiro item que deve ser considerado é o próprio mecanismo de largada. Enquanto um saco é colocado no cano de enchimento, a borda principal do saco move uma plataforma mecânica para acionar um interruptor de proximidade sem contato. Se o saco emperrar na ponta do cano de enchimento ou se não é colocado suficientemente profundo no cano, o interruptor de largada automática não é ativado, a ensacadora não é iniciada e o saco é rejeitado. Devido a que ocasionalmente é possível que este interruptor seja ativado quando o saco não está posicionado adequadamente para o enchimento, outras medidas são empregadas.

Todas as ensacadoras da Premier Tech Chronos usadas com aplicadores automáticos também incluem o seguinte:

  • um interruptor de expansão do saco - à medida que o saco se enche, ele se arredonda e se afasta do interruptor de largada automática. O interruptor de expansão deve ser mantido durante todo o enchimento. Se por qualquer razão este interruptor não está ativado, a ensacadora é desligada imediatamente.
  • Temporizador de enchimento máximo – Se por qualquer razão o saco demora para encher mais do que é esperado, a ensacadora é desligada.
  • “Perda-de-peso” ou “sem-ganho-de-peso” – Esta é uma característica de todos os controladores de peso atuais da Premier Tech Chronos. Um algoritmo avalia se o saco está sendo enchido conforme o que é esperado. Se o saco estourar ou se o fluxo de produto parar, o controlador de peso irá detectar isto e desligará a máquina.

Todas as três características acima enfrentam o problema depois que a ensacadora tiver sido iniciada. Isto é importante para os sacos que estouram durante o enchimento (sacos de baixa ou pouca qualidade), mas não aborda o problema de uma largada falsa até muito tarde. É muito melhor evitar uma largada falsa do que tentar detectá-la após os fatos. Um mecanismo à prova de falhas, que detecte que o saco esteja ao redor do cano e posicionado suficientemente profundo seria ideal.

A Premier Tech Chronos desenvolveu um Sensor Bag-on-Spout (B.O.S.S.), um sistema patenteado de detecção de “saco no lugar” de dois pontos. Esta é uma característica opcional em todas as máquinas, mas a recomendamos especialmente para as máquinas Clean-Pak com selado de válvula ultrassónico. Utiliza dois lasers para detectar a posição do saco na área do cano de enchimento(ver desenho). Cada laser está montado em um recinto pressurizado para manter as lentes limpas e proteger o dispositivo nos ambientes empoeirados. Os sensores laser estão montados diretamente na estrutura da ensacadora e estão apontados em direção aos lados direito e esquerdo do tubo de enchimento. A B.O.S.S. é capaz de detectar todos os maiores modos de falha para os sacos mal colocados. Estes lasers estão calibrados para detectar a presença ou ausência de um saco. Esta forma de detecção é única já que não toca o saco fisicamente para determinar se o saco está no lugar. Embora existam algumas condições que possam enganar o B.O.S.S. quando é utilizado junto com outras características, os sistemas de ensacamento automático podem ser muito seguros, confiáveis e limpos.


Benefícios

• Uma operação mais limpa ao eliminar as largadas da enchedora devido aos sacos mal colocados.
• Elimina o custo do trabalho de limpar produto derramado devido aos sacos mal colocados.
• Economia de custos ao eliminar produto contaminado no pavimento.
• Pode funcionar em áreas classificadas como II-G-1 ou II-G-2.

CONCLUSÃO

• A unidade B.O.S.S. realmente observa e mede a posição do saco no cano de enchimento E não deixará a enchedora começar se o saco vazio não estiver colocado apropriadamente no cano de enchimento. Posto que o produto nem sequer está saindo desde a enchedora, não há derramamento de produto.

• A B.O.S.S. utiliza dois lasers que apontam para abaixo além de cada lado do cano de enchimento.

• Se a parte de cima do saco (a válvula do saco/área da manga) bloquear o laser em algum lugar entre o diâmetro do cano de enchimento (superfícies de cima e de baixo), a B.O.S.S. considerará que o saco está colocado corretamente.

• Se um saco deslizar por baixo do cano, o laser é bloqueado “mais além” da parte de baixo do cano, e a B.O.S.S. considerará que este é um saco incorretamente colocado.

• Se o saco estiver “acima” do tubo de enchimento, a B.O.S.S. também o considerará como um saco colocado incorretamente. 

• Em ambos os casos de sacos “incorretamente colocados”, a B.O.S.S. retém a máquina enchedora, impedindo a largada e o saco é rejeitado de forma que um outro saco possa ser provado.

Artigo seguinte